Publicidade

quarta-feira, 13 de março de 2013 direitos humanos | 20:22

Ditadura (im)posta: Comissão de Direitos Humanos não pode ser presidida por quem se põe publicamente contra as minorias

Compartilhe: Twitter

No circo armado na Câmara, Jair Bolsonaro esbravejando palavras de ódio, machismo, homofobia e intolerância

Apesar de toda a pressão pública e política, e do reconhecimento dos prejuízos causados pela repercussão da nomeação do pastor Marco Feliciano como presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM), o Partido Socialista Cristão (PSC) reafirmou a permanência do deputado pastor no comando da pauta. Tal manutenção contraria, inclusive, orientações do Ministério Público, e provocou notas de repúdio do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil e de 153 pastores evangélicos que lutam pela causa dos Direitos Humanos.

Em nota, os pastores declaram que “o quadro que assistimos no processo de eleição da presidência da Comissão foi desolador. Não se trata aqui de pré-julgar o presidente recém-eleito, mas não há como desconsiderar seus vários comentários públicos sobre negros, homossexuais e indígenas, declarações que inviabilizam a sustentação política de seu nome entre os que atuam e são sensíveis às temáticas dos Direitos Humanos”, e orientam que o PSC reveja sua indicação, de forma a dissipar os conflitos, tão danosos ao funcionamento da comissão.

Nós da Frente em Defesa dos Direitos Humanos, que será composta também pela sociedade civil e lançada oficialmente na quarta-feira, 20, nos reunimos hoje para repensar estratégias para lidar com essa crise que tomou conta do espaço que tem uma obrigação ética, moral e democrática de zelar pelos direitos humanos de nosso povo. Defendi que deveríamos esvaziar a CDHM. Meu posicionamento é de que precisamos levar o nosso trabalho pelos Direitos Humanos dos grupos estigmatizados para outros espaços onde a nossa luta por uma sociedade mais justa e igualitária tenha resultados positivos e não sirva apenas de trampolim para o discurso preconceituoso e conservador de fundamentalistas. A força da CDHM (com todo o respeito a sua História, que, com esse episódio, é ignorada e ofendida) está nos nossos esforços e ações.

Eu não fui à reunião, mas segundo relatos de colegas parlamentares que lá estiveram,  eu estava certo em minha decisão de não participar do circo que ali foi (im)posto: Houve quebra do Regimento Interno da Câmara (não acataram questões de ordem e a deputada Erika Kokay teve até sua palavra cassada[sic] pelo presidente da comissão ao pedir verificação do quorum necessário para colocar a pauta em votação), Jair Bolsonaro, suplente na comissão, ao lado de Feliciano na mesa reservada à presidência da comissão, esbravejando palavras de ódio, machismo, homofobia e intolerância (isso não sou eu quem digo – está gravado, a intolerância e ditadura ali imposta é pública e notória) e votos de suplentes foram computados para aprovação de requerimentos. Enfim, o circo que se esperava.

Há uma parte da imprensa e da sociedade que tenta folclorizar a disputa pela comissão. Tenta-se dar a aparência de que se trata de uma briga entre eu e Marco Feliciano, dizendo que me oponho à sua indicação porque ele é cristão. Inventaram até uma mentira absurda de que ofendi cristãos – posta em circulação na rede por criminosos já identificados – e que está circulando nas redes em reação à minha defesa da Comissão de Direitos Humanos e Minorias. O problema não tem a ver com o fato de ele ser pastor evangélico, repito que é preciso que isso fique claro. É uma questão política: existe uma disputa entre fundamentalistas religiosos e deputados progressistas, que dialogam com os movimentos sociais de esquerda. O objetivo destas manobras é redirecionar o foco da verdadeira questão: Uma Comissão de Direitos Humanos e MINORIAS não pode ser presidida por alguém que se põe publicamente contra elas!

Ao final do dia, consegui articular e mediar um encontro do presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, com representantes de diferentes segmentos que participaram de protestos na sessão de hoje da CDHM. Após ouvir os motivos das preocupações dos e das ativistas com a permanência de Feliciano na presidência da comissão, Alves solicitou o áudio e video da reunião da tarde pra analisar se e onde o código de ética da casa foi ferido e se comprometeu em levar relato de nosso encontro para uma reunião com líderes dos partidos. Aguardemos e cobremos a resposta formal do líder da Casa.

Autor: Tags:

41 comentários | Comentar

  1. 91 Adriano 10/04/2013 17:17

    Saudações a todos. Estou lendo o livro “GUIA POLITICAMENTE INCORRETO DA FILOSOFIA” de Luiz Felipe Pondé. O titulo pode causar estranheza para uns e repulsa para outros. Porem desafio vc a ler para conseguir entender pq os “jornalista”, “artistas” e até “estudiosos” defendem tanto a “CAUSA GAY” como se no Brasil não houvesse nada mais importante. Vc vai entender a origem desse rebuliço todo sob um olhar filosófico sem os preceitos religiosos. Isto é bom pois basta dizer que vc é religioso para que sua opinião seja desconsiderada ou taxada de homofóbica, antes mesmo de ser proferida.

  2. 90 Moises gomes de bastos 09/04/2013 20:41

    Quero aqui deixar meu repúdio ao Conselho Nacional de Igrejas Cristã do Brasil e aos seus 153 Pastores ” Evangélicos “. 1º – São todas igrejas de Laodiceia 2º – Onde vocês estavam quando a Rede Esgoto fazia novelas humilhando o povo de Deus ? 3º Vocês não representam o povo que vai subir para o Céu porque são as virgens sem o azeite 4º querem aparecer só agora ? 5º Os covardes recuem ! 6º Nunca serão Davis, não mudarão a história e nunca enfrentarão o reino de satanás de cara 7º Lembre-se o Brasil nunca mais foi o mesmo depois que um Pastor da igreja Universal chutou aquele Demônio. Vejam as terríveis acusações que o Pastor Marcos pereira está enfrentando. Quando se ataca o reino de satanás ele vai reagir, então seu filhos logo vão se levantar para tentar defendê-lo. Disse Jesus o meu reino não é deste mundo !

  3. 89 sonia 15/03/2013 0:08

    Carlos Roquete, espetacular colocação abaixo, não precisa ser letrado para entender sua colocação.

    RELIGIÃO NÃO SE MISTURA A POLITICA, NINGUÉM PODE IMPOR SUA VISÃO RELIGIOSA SEJA ELA QUAL FOR. Sendo assim o postor está simplISMENTE impondo sua convicção religiosa, e preconceituosa, inclusive isitando também seus fieis a atitudes racitas baseados na sua fé.

  4. 88 Paulo 14/03/2013 19:44

    Muito bem colocado, Dr. Carlos Roquette.
    É tão evidente, e ninguém enxerga.

    Quero destacar também a coluna do Contardo Calligaris de hoje, na Folha.

  5. 87 Carlos Roquette 14/03/2013 19:25

    É assustador q ninguém comente o verdadeiro problema desta questão.

    No Brasil, desde a 1ª Constituição Republicana ( 1891 ), o Estado e a Religião estão separados, ou seja, o Estado é laico.

    Nenhum grupo ( ou indivíduo ) religioso pode impor suas crenças específicas ao resto da população.

    O Governo ( Executivo, Judiciário, Legislativo ) tem a OBRIGAÇÃO LEGAL d evitar q isto aconteça.

    Logo, não pode 1 pastor, seja d q religião for, s aboletar em cargo legislativo e, por intermédio dele, querer impor as crenças específicas da sua religião ao resto do povo brasileiro.

    É inconcebível q isto esteja acontecendo no país.

    Cidadãos q constam na folha d pagamento d religiões ( ou simulacros d ) organizadas sequer deveriam ter o direito d s candidatar.

    Aonde está a Justiça Eleitoral q não v isto?

    Porq o Ministério Público ainda não tomou uma providência a este respeito?

    Como é possível q o STF não tenha s manifestado?

    E a OAB?

    Não deveriam os interessados em acabar c/ este abuso começar a pagar seus impostos em juízo?

    O movimento necessário é o d retirar dos governos ( federal, estaduais, municipais ) os religiosos q tentam impor as crenças específicas das suas religiões ao resto d nós.

    Religião é assunto d foro íntimo. Quem sentir necessidade dela q vá procurar a q melhor lhe convém.

    Não pode ser imposta, por seus seguidores, ao conjunto da população.

    Até quando vamos permitir que pessoas intelectualmente deficitárias ditem as normas?

    Dr. Carlos Roquette, advogado / magistrado aposentando

  6. 86 Lopes 14/03/2013 17:50

    Edição Preconceituosa do Ig contra quem discorda da Militancia Gay!!! Fiz uma critica (sou leitor assiduo do portal e poderiam ter mais respeito!) e foi retirada do ar!!! Não sou fundamentalista religioso, muito menos amigo do Feliciano, mas vcs são muuuito incoerentes quando atacam os chamados religiosos. São tão intolerantes quanto os que são alvos do Sr. Jean. Mais honestidade por parte da edição. Parcialidade é sinal de incoerência e pouco profissionalismo!

  7. 85 marco 14/03/2013 12:58

    tem gente aqui dizendo que a família brasileira esta a beira do abismo, se esta não é por causa
    dos gays, pois muitos como eu embora morem sozinhos e sejam absolutamente donos de seus narizes, estamos sempre atentos aos nossos pais, a qualquer coisa que precisarem, do carinho a questão financeira. então porque eu tenho que ter menos direitos do que os dito heterossexuais. esta é uma questão que não da mais para esperar e se uma comissão intitulada direitos humanos não fizer nada agora, podem ter certeza de que a algazarra será cada vez maior.

  8. 84 Paulo 14/03/2013 12:42

    Não conheço figura mais ridícula do que esse bolsonaro.

  9. 83 iris 14/03/2013 12:18

    Jean, gosto doq vc escreve e respeito a opinião de tds neste espaço. Para acabar com esta discurssão toda, ponham -se no lugar do seu proximo e experimente sentir na pele, a humilhação, indifença, xingamentos e indiferença e vcs vão aprender o que é sofrimento.Respeito! essa é a formula para o bom viver.

  10. 82 Antonio 14/03/2013 12:12

    Ninguém me tira da cabeça que esse Bolsonaro é homossexual enrustido.
    Enrustido = Todo o sentimento ou atitude disfarçada. Hipócrita. Cínico.
    Todo aquele que esconde o óbvio é enrustido. Todos vêem o enruste, menos o sujeito em questão. Dar uma idéia falsa acerca de alguma coisa.
    Tentar encobrir o óbvio. Sujeito com psicose. Todos á volta dele notam a psicose mais que evidente, menos ele próprio por que tenta escondê-la. Diz-se também acerca de pessoas homosexuais do sexo masculino, mas efeminadas, onde os demais sabem a natureza homosexual do indivíduo mas este tenta, a todo o custo, disfarçar fazendo-se passar por heterosexual. Assim nascem, por exemplo, os psicóticos enrustidos, ou o gay enrustido, pois são, não negam devido ás atitudes que demonstram, mas mesmo assim tentam dar a idéia de ser outra coisa que não são.

  11. 81 Gabriel 14/03/2013 12:09

    Parabéns, Jean! Excelente texto que mostra o absurdo que os fundamentalistas religiosos querem fazer com a CDHM. Ah, não ligue para os comentários preconceituosos, essas pessoas não sabem o que escrevem, e nem como se escreve.

  12. 80 Marcos 14/03/2013 12:01

    E a Dilma se faz de cega pro Talibã que está se tornando o Brasil.

  13. 79 Adriano Reys 14/03/2013 11:56

    Jean Wyllys, n e a toa q vc foi considerado o melhor deputado de 2012. Continue nessa missao e estamos com vc! Marco Feliciano NAO merece esta posicao de presidente do CDH. A justica tem q ser feita, que seja a criacao de uma nova Comissao ou q ele seja retirado dessa. #ForaFeliciano

  14. 78 Adriano Reys 14/03/2013 11:54

    Jean Wyllys, n e a toa q vc foi considerado o melhor deputado de 2012. Continue nessa missao e estamos com vc! Marco Feliciano NAO merece esta posicao de presidente do CDH. A justica tem q ser feita, que seja a criacao de uma nova Cmissao ou q ele seja retirado dessa. #ForaFeliciano

  15. 77 Nilton 14/03/2013 11:24

    Srs.
    A “defesa” dos Srs Deputados em questão podem ser avaliadas pelas declarações feitas anteriormente por eles e até mesmo pela foto que ilustra esta nota. VocÊs não conseguem ver que o NOBRE deputado Jean Willys está expondo e defendendo sua posição. Ele mereçe ser ouvido e lido. Ele está certíssimo em sua posição contraria na eleição “política’ de um presidente em uma comissão que para defender quem eles não acreditam, consideram e conseguem ver. Parem de ler esta coluna se não concordam, garanto que a ‘minoria” que hoje é de MUITA gente continuará lendo e apoiando.

  16. 76 Paulo 14/03/2013 11:20

    Ainda bem que existe alguém esclarecido no meio dessa politicalha.

    Parabéns, Jean!

  17. 75 luís 14/03/2013 11:05

    O modo como esse Jair Bolsonaro age e fala não é crime?
    Qualquer outro cidadão já estaria sendo processado e preso.
    Então, fora Bolsonaro; cadeia para você.

  18. 74 erica 14/03/2013 10:56

    Mil desculpas as pessoas que comentam isso mais não acho certo se oporem ao que o Jean escreve, se não gosta, se é contra não precisa ler..é simples assim.
    Em nenhum momento sinto que o Deputado ou o Pastor referido possam se sentir ofendidos por nada que foi escrito; mto pelo contrario as pessoas que eles por diversas vezes expõem de forma vergonhosa como esse papel que o Sr Deputado levanta… PFV né gente vamos ser realistas uma pessoa como está não poderia estar a frente de nada, ele não me representa em nada, nem o que eu penso, atacar pessoas por ter uma orientação diferente da sua é preconceito. E na minha humilde opinião pessoas que se preocupam tanto com o que as outras fazem ou deixam de fazer com seu corpo e sua orientação sexual é que tem problemas.
    As pessoas que defendem o Bolsonaro esperam o que? uma caça aos homossexuais?

  19. 73 ana 14/03/2013 10:54

    Questão de ordem, e colocarem pessoas que não respeitam nem a si próprio
    como o Sr. pastor Marcos Feliciano que diz falar em nome de Deus com comentários tão desprezíveis e o Sr. Jair
    Bolsonaro seu suplente com a quele cartaz .
    Como eles podem falar pelos Direitos Humanos e Minoria. Se eles se acham seres superiores a Deus

  20. 72 Johnny 14/03/2013 10:54

    “Nunca levaram alguém de respeito”. Veja a foto que ilustra a matéria e me diz se ESSA pessoa merece respeito. Olha a cara do representante da “moral e dos bons costumes”. Pfff.

  21. 71 Paulo Cezar - Floripa 14/03/2013 10:16

    A continuar com o congresso a dar voz aos ultra-reacionários travestidos de religiosos o Brasil corre o risco de virar uma Republica de nazistas intolerantes.Estes políticos que dizem ser “religiosos” na realiadade são nazistas. Os verdadeiros religiosos são de fato cristãos, ubandistas, espiritas, e são humanistas, são democratas verdadeiros. Que o Senhor do Universo nos ilumine e nos livre destes intolerantes anti-humanistas, anti-democratas, irracionais….que são estes falsos evangelicos…

  22. 70 Orlando 14/03/2013 10:11

    Como foi a escolha desse cidadão para o conselho? Foi votação, indicação ?
    E o partido tem o mesmo pensamento que o deputado, esta na hora de questionar os partidos se tem essas ideias e se não tem porque o politico esta afiliado a um partido no qual tem a mesma ideologia , pois em boa parte do mundo temos até partidos que prega o racismo, porém a população vota porque tem a mesma ideologia.

  23. 69 João Ribas 14/03/2013 10:03

    Hoje em dia, ser político no Brasil é sinônimo de vergonha, essa “comissão” é o retrato fiel disso…

  24. 68 Humberto 14/03/2013 9:45

    Defender o que acredita ser certo é saudável, é democracia, ou não? Impor o que acha ser certo não é legal, mas temos o direito de não gostar, não entender, não querer entender e até mesmo de ser contra…Palavras de Ódio, intolerância, vem de ambas as partes, o Bolsonaro fala o que sente e entende ser certo, é direito dele falar, ou não?

  25. 67 Michel Stamatopoulos 14/03/2013 9:37

    Não acredito ser intolerância, e sim exercício de Democracia…homossexualidade, não tem que se tratar ou se portar como doença, precisando de espaço científico para compreensão…não precisa de Marketing, mais do que já tem…

  26. 66 Paulo Roberto 14/03/2013 9:37

    Primeiramente vamos deixar os nossos representantes trabalhar!! Depois podemos cobrar!!!

  27. 65 Lucia 14/03/2013 9:21

    Jean, se você precisar de assinaturas, nos avise por aqui que vamos nos mobilizar !!! A voz da razão precisa ser ouvida !!!

  28. 64 Bianca 14/03/2013 9:19

    Esta foto é de entristecer… e pior ainda é a situação de desordem que foi armada num lugar que deveria ser um ambiente de pessoas inteligentes, de caráter, educadas, que acima de tudo respeitem ao próximo e lutem pelos direitos igualitários de todos os brasileiros.
    Isso acontece porque os brasileiros ainda votam por um empreguinho qualquer, um prato de comida, um punhado de tijolos….Sinto-me envergonhada!

  29. 63 Lucia 14/03/2013 9:19

    Jean, nunca desista desta luta ! Estamos do seu lado ! É necessário e urgente que pessoas honestas não desistam de lutar para levar a voz da decência e da correção ao âmbito político ! As decisões de cunho político tem que ser tomadas pela ética e pela correção e nunca por preceitos religiosos de nenhuma parte !

  30. 62 Marcelo 14/03/2013 9:19

    Meu caro Adriano, me parece que a intolerância caiu no seu coração. E só conhecer o currículo do Sr. Jair Bolsonaro , que é muito extenso. Cada cidadão faz da sua vida o que bem entende, seja de ideologia, etnia, cor, sexualidade.
    Se realmente focarmos nestas metas, precisamos definir no Brasil uma só meta, a seguir, por todas as religiões.
    Não podemos deixar nas mãos de poucos o destino de uma nação, somente por ideologias de pensamento

  31. 61 Nilza Oliveira 14/03/2013 8:47

    Sr. Jair Bolsonaro, sinceramente sua plaquinha é anti parlamentar . Vamos respeitar quem está fora desse plenário ! Não me faça arrepender de ser sua eleitora

  32. 60 sol 14/03/2013 8:28

    Ë Jan, eu ando muito triste com esta historia de homofóbicos, o congresso apinhado
    de interesses com religião no meio! a historia da humanidade prova que essa é maneira
    errada e que religião e preconceitos sempre de e mãos dadas.
    Liberdade democrática de direito é outra coisa.
    Esses parlamentares tem que voltar pra escola e aprender novamente um estado LIVRE de Direito DEMOCRÁTICO!
    Sou mãe de 2 filhos adultos e me preocupa o futuro para meus netos!
    Onde existe democracia REAL neste pais???

  33. 59 Carlos Cesar 14/03/2013 8:06

    Que nível chegou. Total falta de respeito com o povo.
    Isso não é postura de um Homem Publico. Como respeitar esse políticos?

  34. 58 sonia 14/03/2013 7:30

    Depois vai pedir desculpas. Vai dizer que não é bem assim.
    E pelo andar da caruagem outros riam como dando apoio, que vergonha … são esses ai eleitos pelo povo para defender o povo.Mediocre essa atitude, deprimente senhor Jair Bolsanaro.So faltou sai dançando.

  35. 57 Mario João Sinelli Mouta 14/03/2013 0:46

    Estou de acordo com você Jean Wyllys, quanto mais rápido for a analise do código de ética da casa será melhor para uma solução rápida para o caso.

  36. 56 eduardo souza da silva 14/03/2013 0:14

    sem condiçoes do pastor continuar no cargo

  37. 55 Max 14/03/2013 0:09

    Eu não gosto nada da postura teologica do Pastor M Feliciano, antagonizo com suas declarações pois acho que foram no mínimo impróprias. Agora, é necessário ver como ele se comporta perante a CDHM pois também faço parte desse país e acho que os homossexuais devem ter alguns de seus direitos, acho que os índios tambem devem ter direitos (e deveres também) assim como outras minorias. O que sinceramente tenho medo é de que as minorias virem pessoas acima das demais e não iguais como prevê a nossa constituição. Vale como exemplo o caso dos índios serem completamente inimputáveis e alguns (não todos) usarem dessa liberdade para fazerem o que quiserem. Assim como outras minorias que querem por força de lei fazerem não igualdade social, mas prevalencia sobre os outros indivíduos e cidadãos. Nenhuma minoria pode ser contrariada, daqui a pouco haverá manifestação e passeata dos pedófilos querendo azarar as criancinhas livremente ou quem sabe os sado masoquistas querendo meter a porrada livremente até quase a morte porque gostam de bater ou apoanhar, depois os suicidas vão se reunir para ter o direito de fazxer uma auto matança e daí por diante. È claro que isso é uma elocubração porém receio que no futuro qualquer grupo que queira se dizer minoria para alcançar algum direito sem respeitar deveres e nem seu próximo me faz ficar um pouco inquieto quanto ao futuro de nossa sociedade. Sou contra a chamada Ditadura Gay e não desejo usar este espaço para discutir nada com ninguém, é somente um comentário e uma opinião minha. Quem não concordar que não concorde. Quem sabe se eu não serei uma minoria e vou no Pastor exigei os meus direitos.

  38. 54 Francisco 13/03/2013 22:53

    Meus caros leitores, no momento a nossa unica forma de manifestacao sao as urnas em 2014. Marquem ao menos o nome do partido a quem nao se deve dar o voto e, indo um pouco mais alem, ampliem-se aos seus aliados e coligados. Independente da raca, credo ou situacao sexual, entendam que as declaracoes do presidente da CDHM foram ditas e exprimem a mais pura e real opiniao deste. Reflitam sobre o fato e manifestemo-nos ao menos nas urnas no proximo ano.

  39. 53 Ricardo Milla 13/03/2013 21:45

    Já virou comedia este congresso nacional!

  40. 52 Nicola 13/03/2013 21:08

    Este bolsonaro e outros iguais a ele são uma demonstração de que a evolução não chegou a toda a espécie. Não basta andar erecto para que se demonstre a evolução. O raciocínio mínimo faz parte disto. Esta escória é necessária para que existam os lixeiros (de idéias, costumes, etc).

  41. 51 helena aparecida da silva 13/03/2013 20:54

    eu adoooro jair bolsonario

  1. ver todos os comentários
 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios